Saiba tudo sobre o fim do emissor gratuito de NFe da Sefaz

fim do emissor gratuito de NFe

Saiba tudo sobre o fim do emissor gratuito de NFe da Sefaz

O fim do emissor gratuito de NFe, NFSe e CTe não precisa ser encarado como um problema. Pelo contrário: é a sua chance de se adaptar à modernidade e ainda garantir mais competitividade para o seu negócio, jogando de igual para igual com seus concorrentes. Entenda porque.


Porque o emissor gratuito de NFe chegou ao fim?

Nos últimos 10 anos, milhares de empresas se utilizaram do emissor gratuito de NFe desenvolvido pela SEFAZ do estado de São Paulo, o qual podia ser usado no país inteiro.

Com o passar do tempo, a SEFAZ percebeu que a grande maioria dos empreendedores já vinha buscando outras soluções que fossem mais completas e ágeis. Ou seja, as empresas começaram a investir em seu próprio software de gestão para emitir, guardar e gerenciar os documentos fiscais com segurança e facilidade.

Assim, em 2016 veio a notícia: o órgão decidiu parar de disponibilizar o emissor gratuito, que demandava atualizações constantes e um alto custo operacional para atender poucas empresas que ainda não tinham um sistema próprio.

Mas porque a maioria das empresas parou de usar o emissor gratuito de NFe?

Mas porque as empresas pararam de usar o emissor gratuito de NFe?

Em termos de competitividade, o emissor gratuito de NFe, NFSe e CTe era muito limitado e, por isso, já não era indicado para muitos tipos de empresas. Além disso, era difícil de usar, não tinha suporte técnico e ainda precisava de um cansativo trabalho manual repetitivo.

Para completar, dependia da empresa e dos escritórios de contabilidade para manter as notas emitidas devidamente arquivadas. Em resumo: muito trabalho e um custo alto que não compensava a gratuidade do sistema.

Na verdade, o emissor gratuito foi desenvolvido para que o projeto de emissão online de documentos e agilidade no cruzamento de dados para a fiscalização “pudesse andar” sem perdas de tempo.

Mas todo empreendedor bem informado sabia que esta “ajuda do governo” era algo transitório, que iria acabar mais cedo ou mais tarde ou, pelo menos, se tornar obsoleto. Por esta e outras razões que você viu acima, muitas empresas deixaram de usar o emissor gratuito da SEFAZ.

E quer saber o que gerou essa migração rápida das empresas? Com os avanços da tecnologia, hoje é possível ter um sistema de gestão simples de usar e de preço acessível, nada comparável aos sistemas do passado que eram caros, difíceis de operar e costumavam dar erro frequentemente.

Quem sofre com o fim do emissor gratuito de Nota Fiscal Eletrônica?

Quem sofre com o fim do emissor gratuito de Nota Fiscal Eletrônica?

Todas as empresas que vendem produtos no país e que usam o emissor gratuito de Nota Fiscal Eletrônica serão afetadas pelo fim do sistema. As empresas prestadoras de serviço que utilizam os sistemas oferecidos pelas prefeituras ou por softwares privados não serão afetadas.

Fique atento: O emissor gratuito de NFe simplesmente vai parar de funcionar logo que houver qualquer mudança em leis ou normas que afetam a alíquota de impostos, a regra de validação de notas fiscais ou o preenchimento de algum campo. Como esse tipo de alteração costuma ser periódica, provavelmente alguma mudança deva ocorrer logo nos primeiros meses de 2017.

Recentemente tivemos mudanças nas alíquotas de partilha de ICMS (em janeiro e julho de 2016). O contexto de substituição tributária também é alvo de novas regras progressivas até 2019. Por isso, a própria SEFAZ vem recomendando que as empresas que ainda usam o emissor gratuito busquem alternativas melhores o mais rápido possível para não verem seu negócio parar de uma hora pra outra.

Mas eu ainda posso baixar o emissor gratuito de NFe?

Mas eu ainda posso baixar o emissor gratuito de NFe?

Alguns sites de download poderão manter a disponibilidade do emissor gratuito para baixar. Entretanto, isso não significa que ele vai funcionar para transmitir suas notas. Afinal, assim que houver qualquer mudança nas regras, as notas não poderão ser validadas.

Mas vale lembrar que não basta baixar o software da SEFAZ para sair emitindo documentos. Para emitir nota fiscal, a empresa necessita de um certificado digital, que assegura a validade da nota fiscal e de outros documentos eletrônicos, funcionando como uma assinatura.

O certificado digital é emitido por autoridades certificadoras em diferentes padrões (A1, A3, etc). Converse com seu contador para entender qual a melhor opção de certificado digital para sua empresa.

Quais as oportunidades que o fim do emissor gratuito da SEFAZ vai gerar pra mim?

Quais as oportunidades que o fim do emissor gratuito da SEFAZ vai gerar pra mim?

O fim do emissor gratuito da SEFAZ pegou muitos empreendedores de surpresa. Alguns até consideraram a mudança negativa por conta das adequações que terão de fazer. Mas se você está vendo essa mudança pelo lado profissional, vai enxergar inúmeras oportunidades:

  • Investir na automatização de processos burocráticos
  • Ganhar tempo, agilidade e competitividade para atender um mercado cada vez mais exigente
  • Maior controle do seu negócio, incluindo a gestão financeira, pedidos de compra, vendas e muito mais. Tudo integrado e simples de acessar.

Agora imagine ter tudo isso na sua empresa a um custo acessível, com um sistema fácil de usar e simples de implementarlaptop-1

Mais agilidade

Ao adotar um sistema de gestão, você terá uma interface com todos os setores da empresa. Assim, as informações serão integradas e disponibilizadas para os mais diversos usuários. Ou seja, esqueça a digitação manual de cada documento fiscal: o software de gestão importa as notas fiscais dos seus fornecedores gerando mais agilidade nas rotinas administrativas diárias.

custo acessivel

Custo acessível e adaptado à sua realidade

É possível encontrar soluções que oferecem ferramentas ideais para seu negócio, com preço acessível. Esta é uma oportunidade para a sua empresa encontrar opções mais eficientes de gestão contábil e financeira. Seguindo esta tendência, o software SBGestor é estruturado em módulos para que você possa implementar apenas as partes que lhe interessam. Com o tempo, você poderá incrementar a ferramenta adicionando novos módulos quando quiser.

analises

Informações relevantes sempre à mão

Antes você era obrigado a digitar centenas de dados para emitir uma nota fiscal. Mas nada disso voltava para a empresa no formato de informações e relatórios, pois o emissor gratuito da SEFAZ não gera dados sobre quantidade da mercadoria vendida, saldo em estoque, fluxo de caixa. Ou seja, as informações geradas não eram revertidas em dados gerenciais. A implementação de um sistema de gestão é mais do que uma adequação às obrigações fiscais, mas uma oportunidade de redução de custos, melhoria dos processos, otimização do tempo e mais eficiência produtiva.

Guia Nota Fiscal Eletronica

Preparamos um Guia especial para você saber tudo sobre a Nota Fiscal Eletrônica

E então, você já sabe tudo sobre o fim do emissor gratuito de NFe? Percebe as oportunidades que essa mudança vai gerar pra sua empresa? Deixe seu comentário e vamos enriquecer o assunto!

Quem somos e o que é o SBgestor?


anuncio 2

Nós somos a SBsistemas e há mais de 12 anos desenvolvemos soluções estáveis e focadas na realidade de nossos clientes. Dentre elas está o SBgestor, o software de gestão feito sob medida para atender as necessidades reais das micro e pequenas empresas.

SBGestor é uma ferramenta poderosa e simples de usar que vai facilitar a rotina da sua empresa gerando mais controle, competitividade e economia. E mais: fazemos questão de garantir custo acessível, agilidade na implementação do sistema e um suporte qualificado que vai conquistar você!


Compartilhe esse post